ABRA BEM SEUS OLHOS antes de lançar sua música no digital.

Captura de Tela 2018-09-11 às 12.19.25 PM.png

Hey!

Se você é novo nesse mercado e vai lançar sua música no digital pela primeira vez, eu te peço encarecidamente para ler esse artigo antes de fazer uma grande bobagem.

REGRA NÚMERO 1:

Não faça a bobagem de lançar sua música no digital através de uma grande gravadora!

As verdades que muita gente não fala por aí:

  1. Eles não fazem nada que você não poderia fazer sozinho.

  2. É simples e rápido colocar sua música no digital de forma 100% independente.

  3. Legalmente eles ficam com uma parte do seu dinheiro que pode te fazer muita falta ao longo do caminho.

  4. Fora o cut normal que vão ter do seu trampo, você NUNCA receberá o que de fato é seu. Transparência nunca foi a onda das gravadoras de discos.


E O MAIS IMPORTANTE:

Normalmente não fazem nada que te prometeram!

 
 


Grande parte dos artistas que culpam o Spotify, o Youtube e afins por não receber direito o seu dinheiro é justamente por não ter uma relação mais direta com quem toca e vende sua música. Quanto menos intermediários melhor.

Sendo mais radical ainda:

Quando mais longe você estiver de intermediários brasileiros melhor ainda.

Seres Humanos são terríveis!

Distribua sua música e monetize seu conteúdo através de um agregador.

É simples, barato e 100% transparente.

Fiz uma pequena lista de alguns agregadores do mercado e logicamente numa ordem preferencial.

Todos os preços estão na moeda do Tio Sam.

CD Baby

A mais tradicional de todas e a minha predileta.

Além de ser uma plataforma robusta e mega transparente, amo o posicionamento da empresa. Estão sempre atentos as necessidades do mundo independente e são os grandes educadores do mercado há muitos anos.

Confiram o podcast dos caras. ANIMAL!

Vamos ao fator dindin $$$$

Existem algumas opções por lá, mas a base é 9.95$ por single e 35$ por álbum. Eles ficam com 9% das vendas digitais.

Eles tem inúmeras ferramentas de marketing e opções de arrecadação de direitos que vale dar uma conferida com carinho.


ReverbNation:

Essa é outra empresa que muito me agrada e venho acompanhando seu crescimento há muitos anos. Outra empresa que desde o seu início está de mão dadas com os músicos independentes.

Ela é de fato uma agregadora mas também funciona como uma espécie de rede social para fãs de música e artistas.

Existe por lá muitas ótimas ferramentas de marketing e widgets bem espertos para integrações.

Trabalham com um fee de 20$ no primeiro ano e 50$ à partir do segundo ano.




DistroKid
Essa é uma opção mega viável para quem quer lançar muitos produtos por ano. Nunca usei a plataforma mas ela também é bem popular pelo mundo afora.

Você paga um fee anual de 19.99$ e PONTO FINAL!

OneRPM

A queridinha no Brasil.

A empresa tem um atendimento pessoal tão abrasileirado por aqui que muita gente acha que eles são de fato uma agregadora nacional.

Quanto mais seres humanos envolvidos no processo para mim é pior! Portanto o papinho de que com eles tem um “esquema melhor”, que com eles você terá “vantagens” já me faz querer ficar longe. São dezenas de micro agências de marketing digital comissionadas para levar o cliente para distribuir por lá falando em nome da empresa e sempre me enchendo a porra do saco com esse blablabla.

Eles cobram 1.99$ a-la-carte por cada loja que você escolher colocar sua música.


RouteNote:

Se você tem um selo com um monte de produtos para lançar mas não sabe se irão vendem bem de fato essa é uma ótima opção. É uma plataforma bem simples que não te cobra nada de saída mas fica com 15% das suas vendas.

Vale dar um confere!


TuneCore

Mais uma plataforma MEGA popular na gringa e pouco usada por aqui.

Os preços são os seguintes:

14.99$ - Para colocar um single em todas "prateleiras digitais” parceiras.

29.99$ - Para colocar um álbum inteiro em todas "prateleiras digitais” parceiras.



Vou listar abaixo algumas outras empresas menores que você também pode checar.

Song Flow

Indigo Boom

The GenePool


Por hoje é isso!

Um beijo enorme

Valeu

Clemente Magalhães