Não deixe um produtor musical rasgar o seu dinheiro e destruir o seu som!

 
Captura de Tela 2018-06-28 às 7.45.03 AM.png
 
 
 

Hey!! 

Talvez você não saiba que eu também sou produtor musical. 

Pois é... 

Abaixo algumas faixas produzidas por mim caso tenha interesse. 

 

Hoje eu resolvi usar um pouco da minha experiência no mercado para te responder essa pergunta de forma clara, honesta e direta. 

Vamos ao que interessa: 

 

Como escolher um produtor musical? 

 

1)  Fuja do nome da moda!

O Mainstream nacional costuma eleger um nome e do nada um produtor X vira o gênio da lâmpada. Ninguém faz tudo bem! Quando você vir um cara fazendo do Rock ao Axé, saiba que existe algo errado.  Eles são caros, não te darão a mesma atenção e você pode ficar frustrado e falido.  

obs: Só retire o Liminha dessa regra pois o cara é gênio.

 

2) Músicos não necessariamente são produtores musicais. 

Com a democratização das ferramentas de produção, todos os músicos hoje se dizem produtores musicais. Tenha cuidado! Produzir um CD/EP/SINGLE não passa apenas por música. O profissional TEM que ter um olhar de fora e conhecimentos de marketing para que no fim do processo você tenha também um produto adequado a sua carreira. Seu CD/EP/SINGLE é apenas parte de um quebra cabeça dentro da construção da sua carreira. 

 

3) Corra de quem te garante sucesso. 

Não caia no erro de pagar fortunas por produtores que te prometem sucesso ou um contrato garantido em uma Major! Falo isso pois existem verdadeiros bandidos nesse mercado e que se valem do seu sonho para tirar tudo que você tem. Poderia citar uns 10 aqui mas não quero tomar processos nesse instante...

No meu curso farei questão de enumerar todos os filhos da puta um por um... Eu prometo! 

 

4) Cada caso é um caso.  

Se você sabe exatamente qual o seu som e já tem um público fiel nos teus show pelo seu estado, muito cuidado com produtores com muita personalidade.

Se a Legião Urbana tivesse sido produzida por um dos magos daquela época, não existiria hoje o mito Renato Russo e sua banda. Praticamente todos os grandes produtores dos anos 80's faziam piadas com a qualidade dos músicos, com a suposta pobreza dos arranjos e teriam destruído o que eles tem de mais verdadeiro se os tivessem produzido. Mas o Renato era foda e não deixou que nenhum deles chegassem perto do seu trabalho. Amém!

Se você já tem sua personalidade artística muito bem construída, busque um produtor que admire o que você já faz e seja apenas um cara no estúdio com um olhar de fora para fazer ajustes pontuais no seu trampo. 

 

5) Artistas iniciantes precisam de produtores experientes. 

Se você tem um trabalho muito cru e tem muitas dúvidas sobre o seu som, procure um produtor experiente,  que saiba muito sobre posicionamento, marketing e que tenha mãos de ferro na hora de conduzir o processo. Você realmente vai precisar criar o seu conceito estético do zero e isso é algo cirúrgico e que requer anos de estrada.

 

6) Cobaia nem fudendo! 

Não seja a cobaia de ninguém, principalmente se você for pagar por isso! Não se esqueça que só existe uma única chance de fazer uma primeira impressão. 

 

7) MASTERPIECES.

IMPORTANTE:

Com certeza um Nirvana seria o mesmo Nirvana com centenas de produtores mundo a fora.

Se o único CD bom do cara é algo tipo um NEVERMIND da vida, corra dele. Ele era apenas um cara no lugar certo... 

Os piores CD's das bandas nacionais que eu mais gosto eram assinados por caras que produziram Nirvana, Cold Play e etc... 

O Rock Nacional dos anos 80 tem exemplos clássicos como Maluly, Mayrton Bahia e Alexandre Agra entre outros... Assinaram álbuns clássicos, venderam juntos milhares de cópias mas nenhum de nós gostaria de te-los em nossas fichas técnicas. Portanto atenção! 

Screen Shot 2018-02-12 at 15.34.12.png
 

 

8) Budget.

Não gaste mais do que você pode! Seu álbum é apenas uma das etapas onde você gastará suas reservas.  Hoje o mercado é audiovisual, existem ciclos maiores de lançamento... 

 

9) Estúdio de qualidade & preço fechado.

Opte por um produtor que também tenha um estúdio e trabalhe com um preço fechado. Quando digo estúdio não me refiro a home studios safados sem nenhum equipamento... Seja bem criterioso, porque depois não tem muita solução. 

 

10) Engenheiro de som é um grande artista.

Exija um técnico de som de verdade. O engenheiro de som é tão importante quanto o produtor. Todos os produtores tem seus homens de confiança. Saiba quem são eles são e escute tudo que puder. Fuja dos produtores que também se dizem operadores de som. Até tem produtores que fazem isso muito bem, mas são poucos... 

 

11) Casar virgem é roubada! 

Faça um single com o nome escolhido antes de fechar um maior número de faixas. É tipo casar virgem (hahaha)... NÃO ROLA MESMO! 

 

12) O cara certo! 

Tenha absoluta certeza que o produtor escolhido tenha se interessado pelo seu som.

 

13) Sua tribo | Seus Valores

Antes que você entre em estúdio faça o produtor escolhido  ir a alguns shows para entender melhor sua tribo, os valores ali implícitos e como o seu discurso ecoa na sua fandom. 

 

Espero ter ajudado um pouco pelo menos... 

Por hoje é isso! 

Valeu!