Aprenda com os Ingleses da 4AD como fazer um pré-lançamento.

 
06-pre-lançamento.jpg
 

Hoje vou falar sobre a campanha de pré-lançamento do álbum Sleep Well Beast ,  sétimo álbum da banda The National.  

Boas campanhas merecem ser compartilhadas. 

 

Segundo fontes da gravadora 4AD, o foco principal da banda nesse primeiro momento, era criar um bundle obrigatório que permitisse que fãs, ao comprarem o ingresso da tour, recebessem o download free do disco. Após algumas pesquisas de viabilidade foi decidido que funcionaria da seguinte maneira:  quem comprasse o produto em pré-venda, em alguns pontos específicos, teria acesso a uma exclusiva página da SongKick pra adquirir os ingressos da turnê que a banda faria pela Europa em breve.  

 

De cara, já vemos a mudança de approach em relação a pré-vendas feitas por aqui, no Brasil, onde gravadoras querem que os fãs comprem antes e mais caro, algo igual ao que podem escutar de graça logo em seguida nas plataformas de streaming. 

 

The Main Goal: usar a demanda enorme por ingressos para impulsionar a pré-venda e colocar o álbum em uma boa colocação nos charts oficiais pela Europa. 

 

Com a turnê já toda confirmada foi possível de antemão saber as cidades por onde a turnê passaria e firmar as parcerias pra que o CD estivesse disponível em pontos pré estabelecidos pela gravadora. 

 

Toda a comunicação foi criada para que o tráfego fosse direto para um splash page da Sondkick e lá os fãs encontrassem as datas dos shows e detalhes sobre a maravilhosa oferta: se você comprar o novo álbum em três dias usando esse link, terá acesso exclusivo às pré-vendas dos ingressos da turnê Europeia. Quando os fãs clicassem no link, cairiam direto em um página customizada da 4AD. Tudo foi feito usando o conceito de geo-location pra que a experiência de compra acontecesse da forma mais intuitiva possível. 

 

O sucesso foi estrondoso e pela primeira vez a a banda teve seu produto ocupando o posto número um de vendas na Inglaterra, Irlanda e Portugal. Fora isso, a banda também ocupou o segundo lugar na Bélgica e quarto lugar na Alemanha. 

 

Por trás de tudo isso existe um objetivo claro em paralelo: segmentar, de forma cada vez mais detalhada, a base de fãs do artista para futuras ações. 

 

Como sabemos, 80% do faturamento normalmente vem de 20% da base. É fundamental saber quem são esses fãs. 

 

Em campanhas como essa, é possível decupar perfeitamente a jornada de consumo desse fã, sabendo por exemplo quem foi na primeira página, mas não na segunda, quem foi na segunda e não fechou compra, e assim fazer anúncios específicos pra cada um. 

 

Não dá mais pra olhar pra uma fandom como uma única camada, né?  Pergunte ao Itaú se ele trata o cara do salário mínimo da mesma forma que trata o cliente com algumas milhões aplicados... 

Pra quem não conhece a Banda criei um playlist pra vocês.

Por hoje é isso.